Adega fechada para férias anuais de verão 18-27 de Julho 2024.

Senhor Rita Mar 2021

Senhor Rita Mar 2021 é o vinho mais difícil e também o mais intrigante que fizemos até agora na Adega Belém. É elaborado com uvas Castelão plantadas numa vinha de um mosteiro na costa do Estoril, dentro do DOP do vinho (fortificado) de Carcavelos. Situada no noroeste de Lisboa, a vinha situa-se numa península a menos de um quilómetro de distância do oceano a sul, e protegida dos ventos frescos diretos do noroeste pela serra de Sintra. Estamos definitivamente em um clima fresco aqui, muitas vezes vestindo jaquetas de inverno em nossos churrascos de verão para nos proteger dos ventos tempestuosos do Atlântico. A priori, não é um ótimo lugar para fazer um bom vinho tranquilo.

2021, e mais ainda 2022 e 2023 foram especiais. Na verdade fazia muito calor durante aqueles verões em Lisboa. Enquanto a maioria das vinhas mais para o interior sofriam forte stress térmico, as uvas nas vinhas do Estoril continuaram a amadurecer lentamente durante todo o verão, arrefecendo durante a noite, aproveitando as tardes quentes. Nós os deixamos amadurecer por mais uma semana, e mais uma semana, e eventualmente os apanhamos a mão, cacho por cacho, em condições perfeitamente saudáveis, em setembro de 2021. Cerca de 20 minutos depois, chegaram à adega em Belém, onde imediatamente os desengaçamos e esmagamos, deixando-os num tanque de aço para começarem a fermentar.

As leveduras indígenas que surgiram na casca das uvas e aquelas que há muito colonizaram a nossa adega assumiram a fermentação, criando um fermento vermelho borbulhante depois de alguns dias. Curiosamente, o aroma dominante era o de framboesa fresca, o que achamos intrigante num vinho tinto. Depois de trasfega e prensagem, o vinho seguiu para barricas renovadas de carvalho francês onde permaneceu por bastante tempo.

Senhor Rita é como David chama as meninas quando elas não respondem a mais nada. É um jogo de palavras em que o “R” de “Rita” deve ser pronunciado com sotaque alemão, tornando-se “SenhoRita”. O design visual é baseado em um desenho da enóloga júnior mais velha da vinícola, Ana Lula, ao qual David acrescentou um bigode. Senhor Rita torna-se assim uma reinterpretação contemporânea da figura dionisíaca de liber-libera, deus e deusa do vinho, andarilho entre os mundos, emblema da liberdade humana, da transgressão festiva, do excesso e da vitalidade colorida.

Na Páscoa de 2022, o vinho estava totalmente fechado, o aroma de framboesa desapareceu e algo mais parecido com um chão de floresta úmido e frondoso tornou-se dominante. Não ficamos impressionados e, na verdade, bastante ansiosos. Os dados analíticos foram bons, sem acidez volátil excessiva (indicando a presença muito baixa de bactérias acéticas que transformam o vinho em vinagre). E então esperamos, e esperamos, e esperamos por 20 meses, provando periodicamente todos os barris. Então, de repente, no final da primavera de 2023, quase dois anos depois, o vinho voltou a ter aromas de frutos. A framboesa voltou, acompanhada de aromas de ameixa e cereja.

Sabíamos, desde a nossa licenciatura em enologia, que o aroma não funciona de forma linear. Digamos que concentre duas vezes algo delicioso (aroma de framboesa, por exemplo), infelizmente, não produz um resultado duplamente delicioso. Pelo contrário, a concentração de um aroma – que é uma molécula no final do dia – determina perfis sensoriais bastante diferentes. Uma framboesa triplamente concentrada poderia muito bem cheirar a chão molhado da floresta. Com o aumento do envelhecimento do vinho, estas concentrações mudam quando as moléculas são integradas noutras moléculas maiores. De qualquer forma, o vinho voltou a cheirar extremamente delicioso e estava a caminho de se tornar algo realmente grande e maravilhoso.

Decidimos assumir a marca Senhor Rita, já utilizada para um vinho Castelão feito com uvas da região mais interior de Alenquer em 2020, mas desta vez acrescentando a palavra “Mar”. Senhor Rita respirando o ar puro do mar. A Senhor Rita de férias. O mesmo espírito de um vinho tinto complexo, de carácter forte e de cor aberta, mas uma variação atlântica de clima mais fresco. Como umas férias de verão na Dinamarca, com capa de chuva, botas de borracha, óculos escuros, manta, um copo de vinho tinto e um bom livro lido na espreguiçadeira!