Winery open to the public – COVID certificate required

  • No products in the cart.
Login

Adega Belém na terra das ostras e da cidra

O plano inicialera regressar a Marrocos mas desta vez com as crianças. Os voos e o hotel foram reservados, o táxi reservado e as malas quase prontas. Chega-nos a informação de que as crianças teriam que passar todo o período de férias em quarentena e, portanto, não teriam permissão para sair do hotel.

Fazia pois sentido alterar as férias. E então voámos para Brest, na Bretanha. Velhas memórias de infância do David, da água gelada, de queimaduras de sol e dos pais se banqueteando com ostras, foram recordadas com sorrisos. Na verdade, demorou menos de uma hora para que as primeiras ostras estivessem sobre a mesa, numa velha casa que é exatamente onde outrora viveram Asterix e Obelix, perto do mar. Também houve bastante cidra e sumo de maçã para as jovens mestres da adega. A Sofia aprendeu a andar de bicicleta, e por isso toda a equipa pedalou ao longo da costa pontilhada de menires de todas as formas e tamanhos, aproveitando o sol bretão. Até a Lili estava lá, num banquete enigmático de nosso vinho tinto Cellar Dog Selection.

Depois de muita baguete, patê, rillettes, puré de ouriço-do-mar e ainda mais ostras, voltámos para casa. Regressaremos a Bretanha mesmo que não haja vinho por lá.